Conheça Jericoacoara em Dois Dias!

Foi muito bom visitar novamente esse paraíso e conhecer melhor as belezas do Nordeste. Eu já tinha ido antes quando pequena, mas não lembrava de muita coisa. Dessa vez meu tio nos levou e foi bem diferente da primeira vez

Quando ir

Jericoacoara tem basicamente duas estações: a chuvosa (Janeiro a Junho) e a seca (Julho a Dezembro). Na época chuvosa as lagoas estão mais cheias, mas dependendo do dia a água pode estar mais turva devido à chuva.

Na época seca, algumas lagoas secam bastante, mas as que permanecem, ficam com uma linda coloração azul/esverdeada.

Julho, Dezembro e Fevereiro são os meses de alta-estação onde a vila fica bastante cheia. Se você pretende ir nesse período, reserve seu hotel/pousada com antecedência.

Como chegar

Existem 3 meios de chegar à Jericoacoara: Ônibus, Carro ou Avião.

Ônibus

Os ônibus da empresa Fretcar fazem trajetos diários saindo tanto do Aeroporto Pinto Martins (FOR) como da Rodoviária de Fortaleza até a Jijoca.

Carro

Infelizmente as sinalizações são muito precárias. Portanto, aconselho levar um GPS consigo, caso você não seja familiar com a estrada. A estrada leva até Jijoca ou Vila do Preá (fica a seu critério).

Avião

Recentemente foi construído um aeroporto em Jericoacoara. Por enquanto só existem vôos operando de São Paulo e logo mais também saindo de Recife. Muito bom para aumentar o turismo e oportunidades de emprego na área.

Leia o artigo completo com detalhes: “Como chegar a Jericoacoara”.

Hotel/Pousada

Existem vários hotéis/pousadas disponíveis de vários preços diferentes.

Pousada Papaya- Jericoacoara.

Entrada da Pousada Papaya – Jericoacoara

Eu fiquei na Pousada Papaya. O preço é bom e tem todo o conforto necessário, chuveiro quente, ar-condicionado, piscina e um delicioso café da manhã, com várias opções de pães, bolos e frutas. Além disso, fica perto do centro e melhor, 70m da Duna do Pôr-do-sol. Dá pra fazer tudo andando.

Pousada Papaya- Jericoacoara.

Dentro da Pousada e eu tentando tirar uma soneca zZzZZz

Pousada Papaya- Jericoacoara.

Vista do Quarto, Pousada Papaya – Jericoacoara

Pousada Papaya- Jericoacoara.

Dentro da Pousada – Jericoacoara

Como se locomover

Dentro da vila você pode se locomover a pé, pois tudo é bem perto. Mas mulheres, não levem saltos, porque as ruas são de areia, então coloquem na bagagem rasteirinhas e havaianas.

Para fazer os passeios, você terá que alugar buggys/guias, principalmente porque algumas dunas podem ser perigosas para quem não conhece.

O que fazer

Primeiro dia

Um dos passeios bastante sugeridos é o que te leva ao Mangue Seco, Duna do Funil e Lagoa da Torta. Você pode fazer tudo no mesmo dia, pois um fica a caminho do outro.

Leia mais…

Cavalo-marinho, Mangue Seco - Jericoacoara

Cavalo-marinho, Mangue Seco – Camocim

Na primeira parada você tem a possibilidade de fazer um curto passeio de canoa em um braço do mar que entra no rio Guriú. O local é famoso por ser um berçário dos cavalos marinhos da região.

 

Passeio de Canoa, Mangue Seco – Camocim

Passeio de Canoa, Mangue Seco – Camocim

Travessia de Balsa - Jericoacoara

Travessia de Balsa – Camocim

Em seguida, o buggy atravessa o Rio Guriú através de uma balsa e chega à comunidade do Mangue Seco. A área é caracterizada pelas espécies de mangue, por isso recebeu o nome. O local possui redes para descansar e pessoas vendendo água de coco.

 

Travessia de Balsa - Jericoacoara

Dimi, eu e minha Vovozinha (tãããão feliz!!!)

O passeio continua pelas dunas até chegar à Duna do Funil, onde muita gente pratica esquibunda.

Duna do Funil - Jericoacoara.

Duna do Funil – Camocim

Duna do Funil - Jericoacoara.

Não é porque é meu namorado, mas se garante! E olha que foi de primeira!

Duna do Funil - Jericoacoara.

Depois de alguns segundos de descida, você vai precisar de algumas minutos e trabalhar “um pouco” as pernas pra subir de volta. 

Duna do Funil - Jericoacoara.

Pelo menos tem a ajuda de uma corda!

Duna do Funil - Jericoacoara

“Família ê, família á, família, família, vovó, titia, titio”

A próxima e última parada é a Lagoa da Torta, onde você pode relaxar nas redes dentro da água e almoçar. A lagoa possui várias barraquinhas com pratos deliciosos de peixes e outros mariscos.

Lagoa da Torta - Jericoacoara

“Oi gatinho, você vem sempre por aqui?”

Duna do pôr-do-sol - Jericoacoara

Duna do pôr-do-sol – Jericoacoara

Duna do Pôr-do-sol

Essa duna é famosa pelo lindo pôr-do-sol, uma “atração” que não pode faltar no seu roteiro. Ela fica pertinho da vila, portanto, dá pra ir a pé. Leve uma canga/toalha e aprecie o espetáculo da natureza ao lado de uma boa companhia.

 

Eu, Dimi e meus tios na Duna do pôr-do-sol – Jericoacoara

Duna do pôr-do-sol - Jericoacoara

Duna do pôr-do-sol – Jericoacoara

À noite sempre tem alguma atividade rolando no centro da vila, principalmente nos fins de semanas, feriados e alta estação . Lá você encontra vários restaurantes, lanchonetes e sorveterias (e aparentemente mais empreendendores estão investindo na área e abrindo mais negócios).

Segundo dia

No dia seguinte a dica é fazer o passeio que te leva à Árvore da Preguiça, e às Lagoas Azul, do Coração e do Paraíso (também conhecida por Lagoa da Jijoca).

A Árvore da Preguiça é assim chamada devido à inclinação gerada pelo vento forte da costa. Fica localizada na praia do Preá e também é bem famosa.

Árvore da preguiça -Jericoacoara

Árvore da preguiça – Jericoacoara

Lagoa do Paraíso - Jericoacoara

Lagoa do Paraíso – Jericoacoara

O buggy continua o passeio pela praia do Preá em direção à Lagoa Azul. Em épocas de cheia é preciso pegar uma balsa para chegar até lá. Infelizmente tem chovido pouco nos últimos anos, o que dispensa a travessia de balsa.

A Lagoa Azul e do Paraíso ficam bem próximas. Nesse momento você pode almoçar e relaxar nas redinhas que ficam na água.

Lagoa do Paraíso - Jericoacoara

Lagoa do Paraíso – Jericoacoara

Pedra Furada
Pedra furada - Jericoacoara

Pedra furada – Jericoacoara

À tarde você pode (e deve) visitar o mais famoso cartão postal de Jericoacoara, a Pedra Furada. Ela é assim chamada pelo “furo” no meio, gerado pela erosão ao longo do tempo. Em Julho o sol se põe exatamente nesse “furo”, perfeito para uma foto!

 

Pedra furada - Jericoacoara

Pedra furada – Jericoacoara

É possível chegar lá através da praia ou pela trilha do Serrote.  A  caminhada pela praia só pode ser feita na maré-baixa, devido à presença de outras formações rochosas.

A trilha do Serrote pode ser feita à pé (em torno de 30 minutos), de buggy ou burro.

Eu, o Dimi e meu tio fizemos a Trilha do Serrote de burro, apelidado pelo seu dono de “Paciente”, pela sua calma e tranquilidade. Outros burros passavam pela gente voado! Parece que as pessoas iam cair! Super me diverti nesse passeio.

Passeio Pedra furada Jericoacoara Dmtrips

Nós e o “Paciente” na trilha do Serrote à Pedra Furada

Ao final da trilha do Serrote, é preciso descer um trecho bem íngrime feito de pedras pra chegar à Pedra Furada. Não aconselhável para quem tem problemas de joelho!

Em dois dias é possível conhecer bem Jericoacoara. Mas com certeza você vai sentir que gostaria de ficar mais tempo pra aproveitar as belezas do lugar.

Calmaê, não vai embora!

Qual local você mais gostou de Jericoacoara? Compartilha com a gente! Vamos adorar te ler. E se tiver dúvidas ou comentários, manda brasa! E não esqueça de nos seguir no Instagram para ficar a par de todas as dicas e fotos que postamos @dmtripsblog. Xêro e até o próximo post 😉

Related Post

Share with your friends!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedIn

2 comentários sobre “Conheça Jericoacoara em Dois Dias!

  1. Pingback: Mangue Seco, Duna do Funil e Lagoa da Torta | Dimi & Meuri Trips

  2. Pingback: Visit Jericoacoara in Two Days | Dimi & Meuri Trips

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *